Entrevista com Cacá D'Ávila, líder do Movimento Brasil Novo


Curta o Destro Direitoso e faça um esquerdo chorar:








Cacá D’Ávila, o novo líder de Porto Alegre.

Mais conhecido como Cacá D’Ávila, este jovem líder de 34 anos vem ganhando a confiança dos Porto Alegrenses por suas ideologias fortes e postura motivante.
Criador de 2 grandes grupos nas redes sociais, ele vem movimentando uma legião de seguidores para ações solidárias e causas em prol da população.

Confira na íntegra a entrevista que fizemos com Cacá.

1- Por que criou os 2 grupos Cacá D’Ávila – Por uma Porto Alegre mais alegre e o Movimento Brasil Novo?
Cansado de ver tanto descaso e corrupção, resolvi criar o Movimento Brasil Novo (MBN). Uma legião de inconformados, onde lá todos podem manifestar o seu descontentamento e organizar manifestações, protestos e principalmente se unir contra todos esses corruptos que estão destruindo o nosso país. E o grupo Cacá D’Ávila – Por uma Porto Alegre mais alegre, é para que todos possam se unir e se ajudar. Organizada encontros, arrecadar doações, ajudar ao próximo e aproximar as pessoas dessa minha cidade.


Cacá discursando com megafone na manifestação de agosto/2015
Movimento Brasil Novo(MBN)


2- Então você é a favor dessas manifestações de rua?
Sou a favor de qualquer manifestação democrática em prol do povo Brasileiro. Mas acho que estas manifestações não deveriam durar apenas 1 dia e sim, o tempo que for necessário para derrubar um presidente. Nós só devemos sair das ruas, assim que o presidente deixar o poder!

3- Qual a pena que um político corrupto mereceria?
O político que fosse pego uma única vez envolvido em casos de corrupção, deveria ser banido para sempre da vida política.
Já em casos graves, como de envolvimento com o crime organizado, onde haja vínculo com tráfico de drogas ou homicídio, a pena de morte seria uma opção. Pois ele está lidando com vidas e um político que desvia verbas que seriam destinadas para saúde, educação e segurança, está matando o povo e isso deveria ser caracterizado como crime hediondo. Além disso, precisaria também que todo dinheiro ilícito fosse ressarcido aos cofres públicos, onde até mesmo os bens seriam confiscados, leiloados e revertidos em benfeitorias para a população Brasileira.
Política deve ser tratada como algo de extrema responsabilidade e com punições severas para aqueles que não agirem de forma idônea!

4- Você então é a favor da pena de morte?
Delicada esta pergunta, mas acredito que esta seria a medida mais assertiva para crimes hediondos, extremos e brutais.
Mas para isso precisamos ter uma justiça criteriosa, organizada e que funcione, onde não venhamos a condenar inocentes e inocentar assassinos.

5- Qual seria a solução para a nossa segurança?
Leis e punições mais severas. Policiamento ostensivo e a presença do exército nas ruas, apenas em alguns pontos estratégicos. Além disso, uma reformulação completa em nosso código penal, pois com leis ultrapassadas, não é possível manter a ordem nas ruas.

6- O que você acha que o Brasil precisa?
Complexa essa pergunta, mas vou tentar resumir e responder o que sempre digo:
Educação URGENTE!
Trabalho, trabalho e mais trabalho!
Reforma política, acabar com privilégios, cabides de emprego, altos salários, ministérios, temos muito político para nada, maior controle nas verbas destinadas para saúde, educação e segurança.
Mudar a constituição que é antiga e não funciona.
Aplicar leis e punições mais severas.
E claro, o Brasil precisa de bons exemplos.

7-Um País?
Apesar de tudo...Brasil.

8- Um frase para o Brasil?
Vou citar a frase do meu querido amigo Marcel Van Hattem:
“Eu não quero viver em outro país. Eu quero viver em outro Brasil”

9- Uma frase sua para Porto Alegre?
“Não basta que seja um Porto, é preciso que seja alegre”

10- E pra encerrar, Porto Alegre é demais?
Sim!
É demais a violência...
É demais a criminalidade...
É demais o descaso com o povo daquí...
É demais o desemprego...
É demais a falta de respeito com os professores, policiais, etc...
É demais a quantidade de moradores de rua e que ninguém toma as devidas providências...
É demais o número de pessoas jogadas nas portas dos hospitais por falta de atendimento...
Enfim, Porto Alegre como cita aquela famosa música...É demais!
Minha Porto Alegre já não é mais tão alegre assim.





Compartilhe

Related Posts

Post anterior
Next Post »

1 comentários:

Write comentários
Anônimo
15 de março de 2016 19:32 delete

Que não seja um novo kim

Reply
avatar